Blog do Gesner Oliveira

A primavera já chegou para a Bolsa

Gesner Oliveira

O otimismo com a recuperação da economia brasileira renovou hoje a máxima histórica do índice Ibovespa, superando o recorde anterior de 73.920 pontos, que perdurava desde maio de 2008.

O índice Ibovespa é uma carteira teórica da Bolsa de Valores, composto pelas empresas mais negociadas (59 atualmente), que indica o comportamento do mercado. As ações que possuem o maior peso no índice são Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Petrobras (PETR4), Vale (VALE3) e Ambev (ABEV3). O índice é renovado a cada três meses e as empresas correspondem a 80% do volume negociado no pregão.

Uma comparação histórica mais precisa deve levar em conta a variação dos preços da economia. A inflação acumulada de 2008 até hoje é de 67%. Portanto, a máxima histórica do índice Ibovespa deveria ser de aproximadamente 125.000 pontos, ou seja, ainda há um espaço de quase 70% para crescer!

Os sinais de retomada da economia são evidentes. Estima-se um crescimento do PIB de pelo menos 0,5% este ano e algo em torno de 2,5% em 2018. A taxa de juros que serve de referência para a economia (SELIC) chegou a 8,25% na última reunião do Copom, com uma expectativa de chegar a 7% até o fim de 2017, a menor da história. E ainda foi registrada a menor inflação dos últimos 11 anos.

Nesta semana, há também uma perspectiva favorável com a divulgação dos números do comércio e serviços. Conforme mostra o Índice de Difusão da Atividade Econômica da GO Associados, a retomada em marcha é difusa pela economia. Mais de 80% das 35 séries econômicas analisadas para construção do referido indicador apresentam melhora.

O furacão da crise foi rebaixado de categoria, mas ainda representa risco. A incerteza dos ruídos eleitorais de 2018 deve promover alguma volatilidade nos mercados. Falta ainda muito a ser feito, como a reforma da previdência e o ajuste das contas públicas. De todo modo, a percepção é que o país começou a trilhar na direção correta do ajuste. Como no verso da compositora Tanita Tikaram e famoso na voz de Zélia Duncan: ''estamos longe de chegar, mas perto de algum lugar''.