Topo
Blog do Gesner Oliveira

Blog do Gesner Oliveira

Categorias

Histórico

Mercado se anima com 1º turno, mas economia continua em compasso de espera

Gesner Oliveira

09/10/2018 18h53

As expectativas econômicas ficarão menos instáveis do que estiveram até a primeira rodada das eleições, concluída no último domingo.

O clima de otimismo continuará a reinar na Bolsa e em relação ao preço do dólar. Isso porque o mercado adotou o candidato Jair Bolsonaro (PSL) como aquele que pode fazer as reformas de que o país precisa para ajustar as contas públicas.

Dois fatores alimentam esse otimismo. Primeiro, a vitória expressiva obtida no primeiro turno (46,03%, contra 29,28% de Fernando Haddad) confirmou a "onda Bolsonaro" que já vinha sendo captada nos últimos dias antes do primeiro turno.

As últimas projeções da probabilidade de vitória de Bolsonaro feitas pelos professores Sergio Wechsler e Rodrigo Faria, da Numbers Care, com exclusividade para a GO Associados, indicavam uma probabilidade de 97,3% de vitória de Bolsonaro (não de intenção de voto, como os institutos normalmente reportam).

Mais importante, a maior chance de vitória de Bolsonaro no segundo turno estabilizou-se nos últimos dias. Isso contrasta com a maior parte da campanha, durante a qual as probabilidades oscilaram fortemente, com Ciro, Bolsonaro e Haddad assumindo a liderança. A pesquisa do Datafolha que sairá amanhã provavelmente confirmará Bolsonaro como o claro favorito no segundo turno.

Segundo, um eventual governo Bolsonaro contaria com uma bancada majoritária no Congresso, capaz de aprovar, por exemplo, a reforma da Previdência. Uma vez eleito, Bolsonaro teria um período de lua de mel, durante o qual as principais medidas poderiam ser aprovadas.

É uma estreita janela de oportunidade que o presidente pode aproveitar se tiver competência, vontade política e sorte. Mas isso é longo prazo para um mercado financeiro que celebra a chance da reforma. O resultado é Bolsa em alta e dólar em baixa nas próximas semanas.

Enquanto isso, a economia real continua em compasso de espera. Os indicadores de produção e emprego recuperam-se lentamente, mas os grandes projetos de investimento aguardam as definições de 2019.

Sobre o autor

Gesner Oliveira é ex-presidente da Sabesp (2006-10), ex-presidente do Cade (1996-2000) e ex-secretário de Acompanhamento Econômico no Ministério da Fazenda (1995) e ex-subsecretário de Política Econômica (1993-95). É doutor em Economia pela Universidade da Califórnia (Berkeley), sócio da GO Associados, professor de economia da FGV-SP e coordenador do grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV. Foi eleito o economista do ano de 2016 pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB).

Sobre o blog

Você entende o que está acontecendo agora na economia? E o impacto que a macroeconomia tem sobre sua vida? Quando o emprego voltará a crescer? Como a economia impacta sobre o meio ambiente? Vale a pena abrir uma franquia? Investir em ações da Petrobras? Este blog se propõe a responder a questões desse tipo de maneira didática, sem economês.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber