IPCA
0.19 Jul.2019
Topo
Blog do Gesner Oliveira

Blog do Gesner Oliveira

Categorias

Histórico

Dá para reduzir os juros. Mas não agora

Gesner Oliveira

18/03/2019 10h42

A recuperação da economia brasileira andou devagar quase parando em janeiro. Segundo o chamado Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br), considerado uma "prévia" do  PIB, a produção caiu 0,41% em janeiro, queda maior do que a esperada pelo mercado (-0,2%).

Diante de números fracos, as expectativas estão sendo revisadas para baixo. Segundo a Pesquisa Focus do Banco Central, a projeção do PIB para 2019 caiu de 2,28% para 2,01%, terceira redução consecutiva neste ano.

A indústria continuou perdendo ritmo. A produção industrial caiu 0,8% em janeiro, pior resultado em quatro meses.

O varejo foi um pouco melhor. As vendas do comércio cresceram 0,4% em janeiro, divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), acima do que o mercado esperava. Incluindo material de construção e transporte, chega-se a 1% de aumento.

Não tem milagre para a economia decolar. É preciso fazer logo o ajuste da Previdência para começar a colocar as contas do Estado brasileiro em ordem.

Mas só isso não basta. Tem espaço para reduzir os juros. Não nesta terça e quarta, quando ocorre a reunião do Comitê de Política Monetária, na qual deve ser mantida a taxa básica de juros, a Selic, em 6,5%.

A diminuição dos juros pode ocorrer em meados do ano, se o Congresso acelerar o trâmite da reforma da Previdência e as expectativas de inflação continuarem comportadas.

Mas nem assim a economia decola. É preciso garantir que o o leilão dos aeroportos da última sexta tenha sido mesmo o início de uma nova fase de expansão das parcerias e concessões. Aí sim, com investimento em infraestrutura, a economia retoma pra valer.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Gesner Oliveira é ex-presidente da Sabesp (2006-10), ex-presidente do Cade (1996-2000) e ex-secretário de Acompanhamento Econômico no Ministério da Fazenda (1995) e ex-subsecretário de Política Econômica (1993-95). É doutor em Economia pela Universidade da Califórnia (Berkeley), sócio da GO Associados, professor de economia da FGV-SP e coordenador do grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV. Foi eleito o economista do ano de 2016 pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB).

Sobre o blog

Você entende o que está acontecendo agora na economia? E o impacto que a macroeconomia tem sobre sua vida? Quando o emprego voltará a crescer? Como a economia impacta sobre o meio ambiente? Vale a pena abrir uma franquia? Investir em ações da Petrobras? Este blog se propõe a responder a questões desse tipo de maneira didática, sem economês.