Topo
Blog do Gesner Oliveira

Blog do Gesner Oliveira

Categorias

Histórico

Mercosul não deve ser politizado nem desvalorizado

Gesner Oliveira

06/11/2018 16h32

O Mercosul não pode ser politizado com alianças ideológicas, como ocorreu nos governos do PT. Mas a equipe de Bolsonaro não deveria cometer o erro de subestimar a importância deste bloco comercial. Basta ver a importância do mercado argentino para as exportações e para a indústria do Brasil.

A Argentina é o terceiro país para quem o Brasil mais exporta, após China e Estados Unidos. Ninguém despreza seu terceiro maior cliente, especialmente em tempos de vacas magras no comércio internacional.

A China continua sendo o principal destino das mercadorias brasileiras, com 27,9% das movimentações de janeiro a outubro, enquanto os Estados Unidos aparecem em segundo lugar, com 12%, seguidos pela Argentina, a terceira maior compradora, com 6,7%.

Para quem tem dúvida sobre a importância do mercado argentino para o Brasil, basta verificar os números da produção industrial para setembro divulgados pelo IBGE: uma queda de 1,8%.

Um forte impacto negativo teve origem nos segmentos de veículos automotores, reboques e carrocerias (-5,1%), seguido de máquinas e equipamentos (-10,3%). Em grande medida, tal desempenho está associado à contração do mercado argentino.

Nas exportações do Brasil para a Argentina, a redução foi de 36% de agosto para setembro e de 43% em relação a setembro de 2017.

O Mercosul não pode ser um obstáculo para o país procurar ativamente outros acordos comerciais mais ambiciosos. Ao contrário: participar do bloco pode ajudar, ao aumentar a escala de produção e atrair mais investimento.

É urgente mudar o foco do Mercosul. Questões supérfluas, como a implantação de placas de veículos, deveriam dar lugar a temas prioritários, como um esforço conjunto dos países-membros de criar infraestrutura adequada e combater o contrabando de armas e o tráfico de drogas.

Seria um erro jogar fora o esforço de construção institucional do bloco nestes 27 anos, desde o Tratado de Assunção, de 1991, que criou a união aduaneira. O Mercosul não deve ser jogado fora. Deve ser relançado em outras bases.

Sobre o autor

Gesner Oliveira é ex-presidente da Sabesp (2006-10), ex-presidente do Cade (1996-2000) e ex-secretário de Acompanhamento Econômico no Ministério da Fazenda (1995) e ex-subsecretário de Política Econômica (1993-95). É doutor em Economia pela Universidade da Califórnia (Berkeley), sócio da GO Associados, professor de economia da FGV-SP e coordenador do grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV. Foi eleito o economista do ano de 2016 pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB).

Sobre o blog

Você entende o que está acontecendo agora na economia? E o impacto que a macroeconomia tem sobre sua vida? Quando o emprego voltará a crescer? Como a economia impacta sobre o meio ambiente? Vale a pena abrir uma franquia? Investir em ações da Petrobras? Este blog se propõe a responder a questões desse tipo de maneira didática, sem economês.